PRODER

O PRODER é um instrumento estratégico e financeiro de apoio ao desenvolvimento rural do continente, foi concedida aos beneficiários a possibilidade de continuarem a apresentar os seus projetos a este programa de incentivos.

A recente consolidação das regras comunitárias relativas à transição entre o PRODER e o novo PDR altera substancialmente e positivamente este cenário.

Estas regras estabelecem a possibilidade de financiar com o orçamento do novo PDR as candidaturas aprovadas no PRODER, logo que a dotação financeira deste esteja utilizada; isto significa que existe a possibilidade de viabilizar candidaturas apresentadas desde Fevereiro de 2013 e que venham a ser apresentadas ao longo de 2014 até à aprovação do novo PDR por Bruxelas, desde que reúnam as condições necessárias para a respetiva aprovação.

Decorrente do Plano Estratégico Nacional a estratégia para o desenvolvimento rural escolhida em função das orientações estratégicas comunitárias, visa a concretização dos seguintes objetivos:

• Aumentar a competitividade dos sectores agrícola e florestal;

• Promover a sustentabilidade dos espaços rurais e dos recursos naturais;

• Revitalizar económica e socialmente as zonas rurais.

Se pretende realizar investimentos numa atividade agrícola aproveite os incentivos financeiros deste programa e conte com o apoio especializado da Índice Máximo para apresentação e submissão da candidatura.

Candidaturas do PRODER para 2014 foram reabertas: 

Apoio ao Investimento na Agricultura e na Agro-indústria

Investimentos de Pequena Dimensão

Instalação de Jovens Agricultores

Alguns exemplos de despesas elegíveis:

• Construção e aquisição de edifícios;

• Compra ou locação de novas máquinas e equipamentos para atividade agrícola;

• Sistema de rega (instalação ou modernização);

• Aquisição de equipamentos para melhoramento ambiental e da eficiência energética das explorações;

• Processos de certificação reconhecidos (Segurança Alimentar, Qualidade, Ambiente, etc.);

• Custos gerais relacionados com as despesas de investimento (estudos técnico-económicos, elaboração de candidatura, entre outros);

• Ações de formação profissional dos ativos que desenvolvam a sua atividade no âmbito do projeto;

• Aquisição de programas informáticos. 

Beneficie do know-how e experiência da Indice Máximo, na elaboração e desenvolvimento de projetos formativos co-financiados para empresas dos sectores mais representativos da economia portuguesa.